Twitter
Youtube
facebook
Google +
Google +

 

19/03/2018 14:35

Ipea e instituições parceiras publicam análise sobre gestão da água e saneamento


O documento serve como subsídio para o debate no 8º Fórum Mundial da Água, realizado em Brasília

Um fato: a escassez de água já se apresenta como um dos desafios da humanidade. O Brasil é um privilegiado no que se refere ao volume de recursos hídricos, dispondo de 12% da água doce superficial do planeta, segundo o Ministério do Meio Ambiente. Diante disso, cabe o questionamento: Quais os desafios na gestão da água no país e as diretrizes para melhorar captação dos recursos hídricos? Esse é o tema da publicação Diálogos sobre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e os Desafios para a Gestão da Água e do Saneamento no Brasil.

Elaborado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), em parceria com a Agência Nacional de Águas (ANA), o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) e o Centro Internacional de Políticas para o Crescimento Inclusivo (IPC-IG), o documento visa contribuir com o debate no 8º Fórum Mundial da Água, que ocorre de 18 a 23 de março, em Brasília.

A publicação é resultado do seminário Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e os Desafios para a Gestão da Água e do Saneamento no Brasil, realizado no dia 1º de fevereiro, na sede do Ipea. O evento contou com a participação de representantes governamentais, bem como atores engajados no Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 6 (ODS 6), relacionado à água potável e ao saneamento.

De acordo com o texto, “persistem desafios tanto relacionados à atuação do Estado (...) quanto na mediação de conflitos entre os usos (da água) na agricultura, indústria, turismo, energia, transporte e saneamento/saúde, entre outros”. Tais obstáculos evidenciam a fragilidade de integração entre políticas públicas e resultam em dificuldades de conter a degradação de encostas e nascentes, por exemplo.

No entanto, “o Brasil foi o primeiro país da América Latina a constituir um arranjo institucional com representação paritária entre governo e sociedade civil dedicado ao processo de coordenação de políticas para implementação da Agenda 2030”, explanou o documento. A Comissão Nacional para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (CNODS) tem, entre outros objetivos, elaborar planos de ação, propor estratégias para a implementação dos ODS e acompanhar o seu desenvolvimento. Desse modo, discutir a gestão dos recursos hídricos é um tema presente na pauta tanto do governo, quanto da sociedade.

Engajamento

O Ipea participa ativamente do 8º Fórum Mundial da Água, com a presença e contribuição de vários técnicos de planejamento e pesquisa. O Instituto atua diretamente no projeto denominado Diálogos sobre a Política das Águas, que traz propostas para o aprimoramento da Política Nacional de Recursos Hídricos. O primeiro encontro ocorreu nesta terça-feira (20), às 11h, na Vila Cidadã. Já o segundo seminário é nesta quarta-feira (21), às 9h, no Espaço Brasil – estacionamento do Estádio Nacional Mané Garrincha –, mediante apresentação de ingresso.

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea