Twitter
Youtube
facebook
Google +
Google +

 

23/03/2018 15:15

Seminário no Ipea debate a relação entre agropecuária e mudança climática


O evento, realizado na sede do Ipea, em Brasília, visou aliar três linhas de pensamento: agropecuária, clima e desenvolvimento sustentável

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) realizou, nesta segunda-feira (26), o seminário Responsabilidade do Setor Agropecuário em Face da Mudança do Clima. O evento contou com quatro painéis de debate e a presença de vários especialistas no tema, que discutiram os desafios e as oportunidades para a adoção de uma agricultura sustentável no Brasil em um cenário de alteração climática.

O primeiro painel trouxe como foco Agricultura e ajustamento em face da mudança do clima. Participaram Fernando Manuel Ramos, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe); Renê de Oliveira, do Ibama; Antônio Márcio Buainain, da Unicamp; e Renato Aragão, coordenador da Subrede Agricultura e Mudança do Clima (Rede Clima). As apresentações trouxeram um panorama do setor agropecuário, evidenciando a responsabilidade para o meio ambiente e a sustentabilidade, bem como a necessidade de adaptação ao clima.

A segunda mesa de debates abordou os Compromissos frente à mudança do clima e os efeitos adversos. Dentre os participantes, Marcus Peixoto, consultor legislativo do Senado Federal e assessor da presidência do IBGE, sustentou que o novo Código Florestal traz algumas diretrizes importantes para a busca por sustentabilidade. "Talvez o que falte seja investimento em pesquisa para o desenvolvimento de novas tecnologias que sejam mais sustentáveis", opinou.

O seminário teve continuidade com o tópico Desafios da competitividade e desenvolvimento do Brasil por uma agricultura sustentável. "O país tem crescido a uma taxa média de 3% ao ano em produtividade agrícola. Verificou-se também um aumento do uso do capital, o que leva à modernização do setor, além de uma redução do uso da terra e da mão de obra", comentou o coordenador-geral de Estudos e Análises da Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pesca e Abastecimento, José Garcia Gasques.

Também participou do terceiro painel o professor da Unicamp José Maria da Silveira. Preocupado com a mudança do clima, ele mencionou a inovação e a biotecnologia como opções para alcançar o desenvolvimento sustentável. Nesse contexto, a bioenergia promove a redução de gases causadores do efeito estufa e estimula a utilização de uma ótima alternativa em prol da sustentabilidade: o carro elétrico.

Por fim, Políticas públicas de fomento à agricultura sustentável, mitigação de emissões e adaptação aos efeitos adversos da mudança climática foi o mote do último painel. Cleber Soares, diretor-executivo da Embrapa, afirmou que o país alcançou posição de destaque no mercado mundial da carne e é líder em exportação. "Hoje, a cada três bifes consumidos no mundo, um provém do Brasil". Isso se dá, segundo Soares, devido ao status sanitário controlado, bem como à produção de carne em pastagens cultivadas, ao uso da tecnologia para controle da produção, ao bem-estar animal e ao conforto térmico.

 

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea