Facebook Twitter LinkedIn Youtube Flickr

Início » Notícias » Dirur


06/05/2019 19:03

Na fronteira com a Bolívia, Cáceres entra na lista de cidades-gêmeas


Portaria do Ministério do Desenvolvimento Regional que contemplou o município de MT foi embasada por estudo técnico solicitado ao Ipea

Situada na região de fronteira com a Bolívia, Cáceres, a 220 km de Cuiabá, foi incluída na lista de "cidades-gêmeas" - localidades fronteiriças que, pela proximidade com municípios de países vizinhos, têm grande potencial de integração econômica e cultural. A portaria do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) que reconheceu essa característica de Cáceres, cidade-gêmea de San Matías, na Bolívia, foi embasada por um estudo técnico solicitado pelo próprio ministério ao Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).

Cáceres e San Matías estão a 100 km de distância. Ao ser considerada cidade-gêmea, a localidade mato-grossense poderá comercializar produtos importados com isenção de impostos, usufruindo do livre comércio na região de fronteira. Mas os benefícios para a região vão além, como explica o pesquisador do Ipea que coordenou o estudo técnico, Bolívar Pêgo: "A ideia é propiciar uma relação mais próxima entre essas cidades, com menos burocracia, para que elas possam ter mais acesso a financiamentos, por exemplo".

Outro ponto importante é que, ao se tornarem cidades-gêmeas, essas localidades reduzem seu isolamento, já que municípios de fronteira geralmente estão distantes das capitais. "A ideia é promover o desenvolvimento, tornando a vida das pessoas mais fácil, facilitando a compra, o acesso a serviços públicos e a geração de empregos", ressalta o pesquisador. "É como se fosse uma comunidade só. O objetivo é reduzir ou acabar com as barreiras tradicionais, para que as pessoas possam ter mais mobilidade."

A Portaria nº 1.080, de 24/04/2019, do MDR, foi publicada no Diário Oficial da União de 29 de abril. Com isso, Cáceres passa a ser a 33ª cidade-gêmea no Brasil. O estudo técnico que avaliou a situação de Cáceres está sendo finalizado no Editorial do Ipea.

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea